(51) 99573.7380

CEEE, CRM e Sulgás já atraem interessados na privatização

Se a CRT ainda fosse estatal, ainda pagaríamos milhares de reais por uma linha telefônica e seríamos obrigados a sustentar uma companhia endividada e de serviços insuficientes.

Fui secretário da Casa Civil no Governo Sartori e participei dos estudos que identificaram a urgência dessas privatizações.

Embora sejam “públicas”, essas companhias não tem nada de “nossas”. Tudo que elas dão aos gaúchos é a obrigação de pagar uma dívida bilionária como a da CEEE.

Repito o que dissemos por quatro anos: um estado que não garante o básico com qualidade (saúde, segurança e educação) não pode se meter em outras áreas.

Por fim, lembro que representantes da atual gestão foram contra acelerarmos as privatizações. Mas política se faz construindo, olhando para frente e agregando pessoas em torno daquilo que precisa ser compreendido e apoiado.
O Rio Grande é a Nossa Bandeira!

 

Twitter: @marciobiolchi
Facebook: @deputadobiolchi
Instagram: @marciobiolchi
WhatsApp: (51) 99573-7380

Compartilhe:
Comentários: